Quem sou eu

8 de mar de 2010

O fundo da folia - por Bernardo Mussi

Dez dias após o carnaval, resolvi mergulhar com dois amigos na área do Farol da Barra para confirmar a notícia de que havia uma quantidade absurda de lixo espalhada pelo fundo do mar naquela área.

Mesmo com a água um pouco suja por causa das chuvas do dia anterior, logo identificamos o local. Na verdade o lixo não estava espalhado, mas concentrado em um canal provavelmente em razão do movimento das marés. Uma cena lamentável! Eram pelo menos mil e quinhentas latinhas metálicas e garrafas plásticas.

Da superfície o visual parecia com as imagens áreas que vemos dos blocos de carnaval durante a festa. Só que ao invés de estarem pulando, dançando e se beijando ao som frenético e ensurdecedor dos trios elétricos, os foliões do fundo do mar estavam rolando de um lado para o outro numa mórbida coreografia, empurrados silenciosamente pelo balanço do mar, sem dança, sem alegria, sem vida e sem poesia. Assustados, decidimos não retirar o material naquele dia na esperança de tentar sensibilizar algum veículo de comunicação para fazer uma matéria com imagens subaquáticas. A intenção era compartilhar aquela agressão carnavalesca com nossa população e os donos da folia.
Fizemos contato com pelo menos três emissoras e todas pediram que enviássemos e-mails com fotos, o que fizemos imediatamente. Aguardamos respostas por dois dias e como não tivemos qualquer retorno, optamos por retirar o lixão de lá para evitar maiores danos.
A bem da verdade estávamos super desconfortáveis com nossas consciências por termos testemunhado aquela cena e deixado para resolver o problema dias após. Mas tínhamos que tentar a matéria para que a ação não se resumisse somente à coleta do material.
Tínhamos em mente que a repercussão sensibilizaria os empresários e artistas do carnaval, os órgão públicos, a imprensa, as empresas financiadoras e nossa gente. A tentativa foi boa, mas não rolou…
Fomos então, no terceiro dia após o primeiro mergulho, retirar o material. Antes, porém, fiz questão de chamar um amigo que tem uma caixa estanque para filmarmos a ação e guardarmos o documentário visando trabalhos futuros e até mesmo a matéria que queríamos na TV.

Sem cilindro de ar e contando apenas com duas pranchas de SUP (Stand Up Paddle) e alguns sacos grandes, éramos quatro mergulhadores ousados retirando do fundo do mar tudo o que podíamos naquela tarde.
Pouco antes de o sol se pôr conseguimos finalmente colocar todo o lixo na calçada.
Muitos curiosos, inclusive turistas, olhavam intrigados a nossa atitude e a todo o instante nos questionavam sobre a origem daquele resíduo. A resposta estava na ponta da língua: Carnaval!
Vou logo informando aos amigos leitores que não sou contra o carnaval, muito pelo contrário, sou fã por diversos motivos, mas acho que a realidade da festa não guarda a menor relação com as belíssimas cenas, as informações rasgadas de elogios e a excessiva euforia amplamente divulgada pela mídia.

Sei que o comprometimento com os patrocinadores e aquela velha guerrinha de vaidades contra os carnavais de outros estados como Pernambuco e Rio de Janeiro, acabam conspirando para isso. Mas vejo aí um modelo cansado, super dimensionado, sem inovações socialmente positivas e remando na direção oposta ao desenvolvimento sustentável da nossa cidade.

Aquele lixo submarino é um pequeno sinal deste retrocesso. Pior, patrocinado solidariamente pelos grandes empresários, artistas e principalmente pelo poder público que tem o dever de melhorar nossa segurança, nossa saúde e educação.
Aproveito o embalo para incluir indignação semelhante sobre os eventos realizados na praia do Porto da Barra durante o verão.

O “Música no Porto” e o “Espicha Verão” não tem trazido nada de bom para nossa cidade, além da oportunidade de vermos ótimos artistas de perto e de graça. De resto, o lixo, o mau cheiro, a degradação ambiental, o xixi pelas ruas, a impressionante quantidade de ambulantes amontoados por todos os espaços públicos e a agressão aos patrimônios históricos, são um grande “pé na bunda” do turista de qualidade. É o mesmo que olhar para uma bela maçã com a casca brilhante e aspecto suculento, porém, apodrecida por dentro…

Naquele final de tarde acabamos contemplando um por do sol diferente. O monte de lixo empilhado na calçada do Farol da Barra virou atração. E como Deus é grande, fomos brindados com a presença de valorosos catadores de rua para finalizar a limpeza.

Desta ação, além das ótimas imagens documentadas em vídeo, resta rezar para que os donos do carnaval, dos eventos no Porto da Barra e nossos queridos foliões se toquem que algo tem que mudar.
O fundo do mar não merece aquele bloco reluzente e, ao contrário do asfalto, o oceano costuma revidar violentamente as agressões sofridas.
Não tem alegria alguma no fundo da folia!
Fotos: Francisco Pedro / Projeto Lixo Marinho - Global Garbage Brasil
Fotos do Espicha Verão: Manuela Cavadas e Luciano da Matta / Agência A Tarde

35 comentários:

  1. Parabéns pelo belissimo trabalho que vocês realizaram. Ainda bem que existem pessoas que ainda pensam no nosso meio ambiente. Vou divulgar a noticia. Abraços,

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo texto, pelas fotos e pelas ações de vocês.
    Foi realmente uma pena que nenhum órgão da imprensa se mobilizou para cobrir isso, então só resta mesmo usar a internet para divulgar a história e, quem sabe, tentar evitar que isso aconteça novamente.

    ResponderExcluir
  3. Lamentável que um evento tão grande, que deveria ser de alegria, acaba manchado pela falta de consideração das pessoas, como o desrespeito pela natureza, demonstrado nesse post.
    Espero que esse documentário feito por vocês dê bons frutos para futuros carnavais.
    Obrigado por tentar concientizar as pessoas do mal que elas estão causando ao lugar onde elas vivem.
    Boa Sorte!

    ResponderExcluir
  4. Falta de educação é mãe da burrice coletiva; Os turistas de qualidade não voltam e tornar-se-ão cada vez mais raros.

    E não é privilégio de Salvador: Natal, com carnaval ridículo que tem, suja com louvor praia e piscinas naturais com latyas, espetos de camarão e todo tipo de lixo.

    Cariocas, catarinenses e um monte de brasileiros porcos por aí afora.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela atitude. Se mais gente se preocupasse com o conjunto, nosso planeta não estaria do jeito que está. Também vou divulgar a notícia, talvez inspire as pessoas a tentarem resolver as coisas e parar de ficar só reclamando. Abraço a todos!

    ResponderExcluir
  6. temos que desenhar, para entenderem que o mundo não aguenta mais nossas sujeiras???? lamentavel

    ResponderExcluir
  7. Mais do que parabéns digo OBRIGADA pelo trabalho de vcs. Muito Obrigada.

    ResponderExcluir
  8. Fala aqui o editor-assistente de fotografia do Portal Terra. Cobrimos de perto o Carnaval em Salvador e muito nos interessaria divulgar esta situação para o resto do Brasil - e mesmo América Latina. Se houver interesse em divulgar este trabalho fotográfico (com um breve relato), favor entarr em contato comigo, Raphael:

    Celular: (11) 7187-0138
    no Terra: (11) 5509-0704

    e-mail: raphael.falavigna@corp.terra.com.br

    Grato!

    ResponderExcluir
  9. parabéns pelo trabalho! precisamos de mais pessoas assim, mas precisamos também do nosso Estado mais presente em nossos dia-a-dia. inclusive no fundo do mar!

    abraço e parabéns mais uma vez, foi uma nobre atitude!

    ResponderExcluir
  10. Belo post, bela iniciativa.

    Até quando pagaremos por pessoas sem nenhuma consciência e sem qualquer sensibilidade, com o mundo e a sociedade em que se vive?

    ResponderExcluir
  11. Cara, vocês estão de parabéns.
    Esta atitude de vocês mostra que ainda há esperança na mudança de comportamento do Brasil.
    E isto tudo que vocês tiraram, foi só em Salvador... Imagine as outras praias do país?

    ResponderExcluir
  12. Parabéns... Fico contente que existem pessoas como vcs que se preocupam com nosso planeta. Como vc disse: "...ao contrário do asfalto, o oceano costuma revidar violentamente as agressões sofridas.
    Não tem alegria alguma no fundo da folia!"

    ResponderExcluir
  13. Eu ia perguntar: E o que fizeram com as latinhas ? $$$$
    hehehe

    Mas vi, no final do texto, que elas foram recolhidas pelos tradicionais catadores ...

    Deve ter dado uma bela grana ... =)

    Parabéns pelo feito. Podem ter certeza que no ano que vem será igual - isso se não for pior ... - afinal "a cidade precisa disso" ( e não estou me referindo a Salvador, isso vale para qualquer cidade que tenha uma festa que não traz retorno algum ... apenas para os organizadores/anunciantes )

    E como já foi dito, uma pena a imprensa tradicional não cobrir, mas pode ter certeza, a web se encarregará disso ... :)

    Abraços !

    ResponderExcluir
  14. Obrigado por terem retirado o lixo do mar!
    Salvaram muito da biodiversidade marinha, e corrigiram um erro da humanidade com seu lixo!

    Vocês são heróis!

    ResponderExcluir
  15. Ótimo trabalho da parte de vocês. Tens que fazer realmente um documentário para divulgar a barbaridade feita, não só no carnaval, creio eu, mas podemos colocar também as homenagens feitas durante as festas de ano novo, por exemplo, quando garrafas de vidro são jogadas ao mar, podendo provocar acidentes, inclusive. Enfim, um trabalho admirável, pena que os veículos de comunicação, alheios à denúncia de vocês e, infelizmente, mais preocupados com seus patrocinadores, não deram atenção ao que poderia ser desenrolado em uma grande reportagem.
    Parabéns, mais uma vez, pela iniciativa!
    Samira

    ResponderExcluir
  16. Parabéns pelo trabalho, porém a iniciativa deve vim por meio de ações educativas para a população. Isso é falta de educação, falta de lixeiras em grande quantidade para atender a demanda da grandiosidade da festa, a prefeitura criar campanhas educativas e as pessoas também se disponibilizarem a querer mudar e abraçar a causa! Não acho que seja o carnaval em si, mas as pessoas que curtem o carnaval e a falta de estrutura para comportar esse lixo!!!
    Andarilho Azul.

    ResponderExcluir
  17. Estou chocada! Nao imaginei q o poder de destruiçao do homem chegasse a tanto... Parabens pela materia!

    ResponderExcluir
  18. Parabéns pela atitude bacana, infelizmente existem pessoas que não tem consciência e que não se importam nem um pouco em agredir o meio ambiente! Felizmente nem todo mundo é assim e pouquíssimas pessoas tem a coragem e a atitide louvável que vocês tiveram, obrigado e que Deus os abençoe!

    ResponderExcluir
  19. ai que triste =( Isso foi so em uma cidade.. imagina quanta sujeira existe nas outras? Obrigada por fazerem algo pra ajudar!

    ResponderExcluir
  20. Nossa... fiquei impressionado também.
    Muito boa a iniciativa de vocês!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  21. VOCES NÃO EXISTEM! MUITO OBRIGADA, MESMO.

    ResponderExcluir
  22. PARABÉNS A ESTA EQUIPE!!!
    Fiquei muito feliz em saber que existem pessoas com consciência voltada para nosso planeta.

    ResponderExcluir
  23. Não olhar para o lixo que se produz não é coisa de brasileiro: é coisa de ser humano, infelizmente. Existe um filme maravilhoso de um artista alemão chamado Joseph Beuys em que ele vai a uma praça na Alemanhaa Oriental depois de uma manifestação comunista e fica horas varendo e tirando os panfletos do chão, amontoando-os.
    Muito chocante as imagens e muito lindo o trabalho de vocês!

    ResponderExcluir
  24. Parabéns pela atitude! É de gente assim que o nosso país precisa.

    ResponderExcluir
  25. Parabéns pela nobre atitude. Gente assim orgulha o Brasil e serve de exemplo ao mundo. Uma pena lutarmos contra a maré de políticos, empresários, grandes marcas, ignorância, descaso...

    Winder Garcia - Goiânia/Go

    ResponderExcluir
  26. Parabéns pela coragem! Parabéns aos mergulhadores!
    Sugiro que entre em contato com os Escoteiros do Estado. UEB/BA (União dos Escoteiros do Brasil - Região Bahia), que certamente darão total apoio a possíveis reincidência em qualquer evento similar.
    Qualquer dúvida entre em contato: http://www.escoteiros.org/


    Sempre Alerta para Servir!

    ResponderExcluir
  27. Se cada um fizer a sua parte e assim como vocês reenvindicarem seus direitos perante as autoridades, teremos uma sociedade muito melhor!
    Afinal o que está faltando aos brasileiros é CIDADANIA!
    Parabéns pela iniciativa!!!
    Att.
    Patricia

    ResponderExcluir
  28. Parabens galera! Creio que é essa indignação que talvez possa nos trazer alguma mudança, é muito cômodo para os políticos fazerem nada se ninguém escandaliza... não adianta reclamar o que temos que ter é atitude!
    E infelizmente essas agressões ao meio ambiente acontecem diariamente... vamos divulgar!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  29. Muito boa as fotos parabéns!!
    Gostaríamos que fosse de belas imagens para mostrar nossas belezas mas infelizmente não é o que acontece.

    Resposta ao infame Enio San
    Cara demostrar raiva tudo bem mas não precisa atacar ninguém com o seu preconceito regional!!
    Certo que muitos são os turistas que foram ao carnaval e não se preocuparam com sua lata de cerveja mas outros sim!!
    Sou carioca e passei um dia inteiro no pelourinho andando e catando copos de plástico e latas e colocando nas latas de lixo!
    E você o que fez para a sua terra????

    abç a todos.

    ResponderExcluir
  30. entre pular carnaval e pegar onda, o que vc escolheria. eu escolhi a 30 anos atras e não me arrependo de ter sido marginalizado e pixado por ser do surf. hj estamos dando o troco aos ignorantes e porcos. a cultura surf é isso e muito mais, sempre para o bem!! valeu bonga, ze, luizinho e todos os envolvidos. pau neles..

    Rodrigo Barretto - Salvador

    ResponderExcluir
  31. Isso ai o TV não mostra para não deixar a capa de salvador cair... Parabéns pelo trabalho colega, já ouviu aquela história do beija-flor que tentava apagar o incêndio na floresta? pois é, ele sabia que sozinho não iria conseguir mais fez a parte dele. Abraço!!!

    ResponderExcluir
  32. Que essa iniciativa sirva de exemplo para os porcos de todas as nacionalidades e naturalidades.

    ResponderExcluir
  33. Muito bom Bernardo. Que tal continuar esse blog incentivando a conscientização? Parabéns pela maravilhosa iniciativa. Abs Fatima Karoline

    ResponderExcluir